Archive for the 'Bichos' category

Cães na neve

Em todos os parques por onde passávamos, crianças, adultos, turistas, locais, cachorros, todos brincavam na neve. Algo que não pode ser disperdiçado é um chão branquinho, coberto de neve fofa, pronta para receber o primeiro que se arriscar a deitar nela :) Neve rules!

München

München Continue reading

Temperaturas honestas e gatos preguiçosos

Eu tenho toda uma predileção pelo inverno e pelo mês de Junho, em particular. Em São Paulo, é a época em que as temperaturas ficam mais honestas.

Dentre todas as coisas legais – usar os cachecóis que produzi ao longo do ano, comer pinhão, festa junina – os gatos ficam ainda mais sedentos por um pouquinho de sol. Mais do que nunca, os bichanos estimulam a preguiça.

Pinhão

Gandalf


Novidades para o inverno

A produção de cachecóis voltou à tona. Foram dois finalizados só nesta semana.

O lilás fiz com três novelos. É dos mais macios que já tricotei, 100% algodão. Comecei em Novembro último; esteve parado por um longo tempo, até que o retomei para finalizar, agora. Deu um cachecol grande, pesado, bom para o inverno de verdade (espero, aliás, que venha logo). O outro, feito com apenas um novelo, já mais antigo, que comprei há alguns anos. Comecei na quinta-feira e terminei neste sábado. Já está enrolado no meu pescoço!

Cachecóis Continue reading

Fred

Talvez alguns de vocês já saibam que minha tia Aline, autora deste blog, tem certos momentos de loucura, como quando cortou o cabelo radicalmentem ou me chamou para ser dama de seu casamento. Ou ainda quando decidiu pular de para-quedas e me dar seus gatos e suas roupas legais. Está bem, posso ter acrescentado alguns itens não tão verídicos, mas até que não seriam má idéia esses últimos três. Mas isso não vem ao caso, o que vem é que ela, num desses momentos de loucura, me chamou para escrever no seu blog como convidada de férias. Então aqui vou eu! Mazipan, meu apelido de infância, prestes a fazer 14 anos. Peço a vocês que apreciem e gostem dos meus textos e crônicas, e se não gostarem, que os critiquem para que possa fazê-los cada vez melhor. Então é isso. E a minha primeira postagem será “Fred”, uma história que aconteceu de verdade, que queria compartilhar com vocês!

Continue reading

Passageiro inesperado

Saímos à noite para passear. Terça fizera uma noite agradável. Ao voltarmos para casa, desço do carro recém estacionado e encontro o passageiro inesperado. Ele estava no teto, pegando uma carona para lugar nenhum.

Grilo

Logo se vê que vivo em ambiente urbano, de cimento. Ainda lembro de como fiquei impressionada quando soube que o barulho insuportável e ensurdecedor que tocava todos os fins das tardes de verão em Campinas não era de nenhuma fábrica ou motor de um galpão ali por perto, mas sim das cigarras!